Igreja e Convento de Santo António

 

 

O convento e a igreja de Santo António, dedicados a Nossa Senhora da Anunciação, têm origem numa comunidade de frades Capuchos Recoletos fundada em 1598, sendo inicialmente constituída por uma pequena igreja e algumas casas de recolhimento. Em novembro de 1601 iniciam-se obras de ampliação e restauro do edificado, prolongadas por vários anos devido à grandeza e volume do edifício e às dificuldades económicas dos frades. Em 1609 é construída a capela-mor a expensas de D. Brites Brandoa, que era possuidora do padroado do templo e que ali queria sepultura. Em 1619 a Igreja encontra-se edificada com as características que hoje podemos apreciar.

Em 1834, com a extinção das Ordens Religiosas, a parte conventual é requisitada pela Câmara Municipal para aí instalar o tribunal. Cerca de 150 anos depois, a zona conventual volta à tutela da Fábrica Paroquial e são realizadas grandes obras de restauro do conjunto que, com o contributo de todos os lourinhanenses, ficam concluídas em 1993.

O convento, de pequena dimensão e traça maneirista, é de planta quadrada, com dois pisos e arcadas de ordem toscana. Foi edificado em redor de um claustro e de um poço e possui paredes revestidas a azulejo do século XVIII com motivos de Balaústre alternando com Anjos com Cestas de Flores. O piso superior é sustentado por colunas Toscanas.

A igreja é de planimetria retangular e o seu interior, de uma só nave, é de abóbada de berço com paredes laterais decoradas com silhar de azulejo de Albarrada setecentista. À esquerda, uma pequena capela com Vitral e Pia Batismal do século XVII e, à direita, uma capela dedicada a Santo António, com um belo retábulo de mármore florentino e o frontal e as paredes revestidos a azulejo de 1714, representando o Milagre da Mula e a Pregação aos Peixes. Destacam-se os altares colaterais em talha dourada, neoclássicos, e duas capelas laterais também decoradas a azulejo. A capela-mor de abóbada de berço, precedida por arco triunfal, é decorada a lambril de azulejo do século XVIII com cenas do Calvário e dos Milagres de Santo António. À esquerda do altar, junto ao Evangelho, pode observar-se um mausoléu, túmulo de D. Brás Henriques, e ao centro um retábulo neoclássico em talha dourada e azul.

No exterior da igreja destaca-se, na fachada, o pórtico de frontão triangular, a Cruz de Cristo e o óculo que ilumina o coro-alto. À direta, são visíveis os contrafortes e saliências das capelas, e à esquerda a Torre Sineira com relógio, que foi o único existente na vila da Lourinhã durante muitos anos.

 



COORDENADAS: 9:18:49.592,39:14:30.432

 
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
2006 - 2020 © Câmara Municipal da Lourinhã - Todos os Direitos Reservados.