Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas Mais Carenciadas - Perto de 11,5 toneladas de alimentos vão ser distribuídas por beneficiários do concelho

27-10-2015
Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas Mais Carenciadas - Perto de 11,5 toneladas de alimentos vão ser distribuídas por beneficiários do concelho
O Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas Mais Carenciadas (FEAC) 2014-2020 constitui-se como uma importante fonte de aprovisionamento para as organizações que trabalham em contacto direto com as pessoas mais carenciadas, dando-lhes um apoio determinante ao nível da alimentação. O Município da Lourinhã e quatro outras instituições do concelho - Associação para o Desenvolvimento da Cabeça Gorda, Associação para o Desenvolvimento de Miragaia, Centro Paroquial da Moita dos Ferreiros e Santa Casa da Misericórdia da Lourinhã - candidataram-se ao FEAC*, reunindo as condições necessárias à correta execução do Programa.
 
As  instituições vão efetuar uma cobertura de todo o território concelhio, abrangendo um total de 549 beneficiários (agregados familiares). Com o objetivo de facilitar e tornar mais eficaz a execução deste Programa por parte das instituições, o Município da Lourinhã voltou a assumir a existência e gestão de um Pólo Recetor dos produtos FEEAC no concelho.

Em 2015, a distribuição decorreu entre os dias 4 de setembro e 14 de outubro, tendo sido recebidos no Pólo Recetor concelhio 21 itens alimentares que integram a lista de produtos do FEAC, num total de 11.467,00 kg. À medida que foram chegando, estes produtos foram entregues às instituições concelhias para distribuição junto aos agregados referenciados.

A luta contra a pobreza e a exclusão social é uma grandes metas que ditaram a adesão da Lourinhã a este programa e ao fundo que o antecedeu – o Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados. Ao todo, a autarquia soma 4 anos desta relevante experiência ao nível social.




· A crise económica e financeira que se vive atualmente está a agravar a pobreza e a exclusão social por toda a Europa: cerca de um quarto da população total corre risco de pobreza ou exclusão. É um facto que o número de pessoas que sofrem de privação material no seio da União Europeia (UE) está a aumentar.

Na tentativa de dar resposta às complexas situações económicas e financeiras que se têm apresentado por toda a Europa, com particular severidade nos últimos anos, a Comissão Europeia apresentou um novo Fundo que pretende reforçar a coesão social na UE. Este novo instrumento financeiro tem como objetivo específico atenuar as piores formas de pobreza, auxiliando na prestação de assistência não-financeira às pessoas mais necessitadas. Deste modo, vai contribuir para a redução do número de pessoas em risco de pobreza e exclusão social que se quer que seja em, pelo menos, 20 milhões de pessoas conforme meta fixada na Estratégia Europa 2020.

O Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas Mais Carenciadas (FEAC) 2014-2020 veio substituir o PCAAC, que foi, desde 1987, uma importante fonte de aprovisionamento para as organizações que trabalham em contato direto com as pessoas mais carenciadas, dando-lhes apoio alimentar.

O modelo proposto para a gestão deste Fundo é o da gestão partilhada, será gerido pelos Estados Membros com base num Programa Operacional nacional e terá um período de execução de sete anos (2014-2020).

  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
2006 - 2018 © Câmara Municipal da Lourinhã - Todos os Direitos Reservados.