Vinte mil visitantes na Recriação Histórica da Batalha do Vimeiro & Mercado Oitocentista

18-07-2018
Vinte mil visitantes na Recriação Histórica da Batalha do Vimeiro & Mercado Oitocentista
O Vimeiro, no concelho da Lourinhã, recebeu no passado fim de semana a Recriação Histórica & Mercado Oitocentista - um evento emblemático do território que contou com aproximadamente 20 mil visitantes, de 13 a 15 de julho.


“É para nós uma grande satisfação ver que, na sua quarta edição, o evento superou largamente as expectativas, tendo ultrapassado os 15 mil visitantes da edição de 2017. Esta iniciativa tem vindo a crescer sustentadamente não só em número de visitantes como em número de expositores no Mercado Oitocentista e recriadores.”, afirmou João Serra, vereador com o pelouro do Turismo e Competitividade da Câmara Municipal da Lourinhã.

O responsável acrescenta: “Os momentos de recriação militar são os pontos altos de atração de público, com cerca de 8 mil espectadores no sábado, mas foi percetível que o Baile Oitocentista proporcionou momentos de grande animação e interação com o público e na edição de 2019 fará novamente parte do programa. O evento tem contribuído para a consolidação da afirmação da temática da Batalha do Vimeiro, o que, por exemplo, levou o Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro a receber cerca de 9000 visitantes em 2017, quase 2300 a mais do em 2016, demonstrando já capacidade para estimular fluxos de visitantes para o território ao longo de todo o ano.”.

A Recriação Histórica & Mercado Oitocentista contou com cerca de 70 expositores e reuniu cerca de 250 figurantes, incluindo os recriadores históricos militares e participantes da população do Vimeiro.

Durante os três dias, quem visitou o Vimeiro foi convidado a viajar no tempo, podendo provar e comprar produtos gastronómicos característicos da época, assim como várias atividades e ofícios típicos do século XIX. Profissões como a olaria, a carpintaria ou a tecelagem de lã estiveram representadas pelas mãos dos animadores do evento, a par de várias demonstrações de manobras militares e jogos de guerra do Período Napoleónico. Contou ainda com vários workshops, animações de rua, concertos e mostras de produtos gastronómicos.
O Vimeiro celebrou, assim, a histórica Batalha de 1808, ponto central na segunda restauração da independência de Portugal, organizando a sua Recriação Histórica & Mercado Oitocentista.

A iniciativa foi organizada pela Câmara Municipal do Lourinhã acompanhada pela Junta de Freguesia de Vimeiro e pela Associação para a Memória da Batalha de Vimeiro.



INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Sobre a Batalha de Vimeiro:
A Batalha de Vimeiro foi travada no dia 21 de agosto de 1808 entre o Exército Francês, comandado por Junot, e o Exército Anglo-Luso, sob o comando de Sir Arthur Wellesley.

As tropas anglo-lusas mantiveram uma posição defensiva no Vimeiro, aproveitando a geografia do terreno. Os franceses, reunidos em Torres Vedras, decidiram tomar a ofensiva, chegando à Carrasqueira na manhã de 21 de agosto. A partir desse ponto, Junot deu ordem de marcha para a batalha.
Os confrontos mais importantes e decisivos aconteceram no outeiro do Vimeiro. Após dois ataques fracassados e percebendo a impossibilidade de tomar o outeiro, Junot enviou tropas para tomar a localidade. Na zona da Igreja, travou-se uma sangrenta peleja que acabou com a retirada dos franceses, perseguidos pela cavalaria anglo-lusa.

Sem conhecimento da situação do flanco esquerdo, duas brigadas francesas confrontaram os britânicos nos altos da Ventosa. Uma vez mais, os franceses viram-se forçados a recuar.

Foi uma vitória inegável do Exército Anglo-Luso sobre as forças da França Imperial, pondo termo à Primeira Invasão Francesa. Junot perdeu cerca de dois mil homens, entre mortos, feridos e prisioneiros e o exército anglo-luso cerca de 700.


  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
2006 - 2018 © Câmara Municipal da Lourinhã - Todos os Direitos Reservados.