Sessão comemorativa do 210.º aniversário da Batalha do Vimeiro

20-08-2018
Sessão comemorativa do 210.º aniversário da Batalha do Vimeiro
O Município da Lourinhã, a Junta de Freguesia do Vimeiro e a Associação para a Memória da Batalha do Vimeiro associaram-se, uma vez mais, ao Exército Português para assinalar, no dia 21 de agosto, o 210.º aniversário da Batalha do Vimeiro, honrando os militares que deram a vida neste combate histórico, que pôs fim à primeira invasão francesa a Portugal.


As comemorações tiveram início com a celebração de uma missa, na Igreja de S. Miguel, no Vimeiro, seguindo-se a cerimónia militar de evocação do esforço português, na defesa da soberania do país, que teve lugar junto ao monumento evocativo do 1.º centenário da Batalha do Vimeiro.

Neste quadro, foi prestada a devida homenagem " a todos quantos, com alto valor, dignidade e amor pela pátria, lutaram pela independência e soberania nacional". Participaram, neste momento evocativo e simbólico, as seguintes forças: um pelotão do Exército, constituído por militares da Escola de Sargentos do Exército de Caldas da Rainha e da Escola de Armas de Mafra, a fanfarra do Exército e, em representação da Associação Napoleónica Portuguesa, o grupo de Reconstituição Histórica da Associação para a Memória da Batalha do Vimeiro, representando o Regimento de Infantaria 19 e o Batalhão de Caçadores 6. 

Depois do hastear da bandeira nacional, o Major-General Aníbal Alves Flambó e o presidente da Câmara Municipal da Lourinhã, João Duarte de Carvalho, colocaram duas coroas de flores, junto ao monumento, "que simboliza a homenagem a todos quantos deram a vida pela pátria", seguindo-se a homenagem aos mortos em combate, com o cumprimento de um minuto de silêncio.

No encerramento da sessão evocativa,  o presidente do Município da Lourinhã, João Duarte de Carvalho, agradeceu a todos as entidades e individualidades presentes e aproveitou para deixar uma palavra de apreço a todos os que participaram na Recriação Histórica da Batalha do Vimeiro & Mercado Oitocentista, evento que decorreu no passado mês de julho, atraindo largos milhares de visitantes.

O representante máximo da autarquia abordou, ainda, a agenda cultural que o Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro promove, ao longo de 2018 e que se intitula, precisamente, "Batalha do Vimeiro, 210 anos de história". Nesse sentido, destacou que "estamos numa época em que contar a história é mais do que relatar a cronologia dos acontecimentos, é torná-la viva, é permitir que as pessoas sintam o impacto dos acontecimentos no destino dos povos e das nações".

Após a intervenção do autarca, foi a vez de passar a palavra a Ana Bento, técnica do Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro (CIBV), que  proferiu uma palestra assente na temática "Desenterrando o passado: os mortos e os feridos da Batalha do Vimeiro". Ao longo de uma comunicação, fundamentada sobretudo em fontes documentais coevas (da época dos acontecimentos), Ana Bento prendeu a atenção da plateia, falando sobre o balanço trágico de mortos, feridos e desaparecidos, nas diferentes forças em combate. A técnica falou sobre os saques feitos no campo de batalha, relatando algumas descrições bastante explícitas destes roubos oportunistas. Deu ainda a conhecer como é que era feita a assistência aos feridos e falou sobre o enterramento (coletivo) dos mortos em combate. Em paralelo ao tema da comunicação, Ana Bento explicou que os documentos analisados possibilitam a caracterização da sociedade do Vimeiro, no início do século XIX, e a própria organização urbanística do povoado, entre outros elementos interessantes para o estudo deste território. 


  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
2006 - 2018 © Câmara Municipal da Lourinhã - Todos os Direitos Reservados.