Integrar +

A ação Integrar+ tem duas componentes:

  • Atividades direcionadas a família e alunos conhecidas na comunidade escolar como Ações de Sensibilização;
  • O Programa de Apadrinhamento.


Ações de Sensibilização

As ações de sensibilização propostas são sessões informativas que abordam temáticas sobre os principais desafios do contexto escolar e para reflexão e partilha de estilos e práticas parentais.

Os principais objetivos das sessões de sensibilização:

  • Melhorar o nível de informação e da capacidade dos pais/encarregados de educação na aquisição de estratégias facilitadoras de interações mais positivas e resolução de problemas;
  • Privilegiar o diálogo, a partilha e o debate de ideias sobre diferentes temáticas;
  • Aumentar o envolvimento parental na dinâmica escolar e desta forma, fomentar o sucesso académico dos alunos;
    Promover competências parentais positivas.


"Comunicação co adolescentes: missão possível"

Teve como principal objetivo proporcionar a partilha de experiências e debater estratégias de comunicação, promotoras de uma relação saudável com adolescentes, dirigida pela Dr.ª Sandra Belo Parent Coach e Mestre em Psicologia Escolar.

Sinopse:

Os pais são o modelo preponderante junto dos filhos, quando autoconfiantes transmitirão essa competência aos seus educandos. A comunicação assertiva constitui uma ferramenta essencial na qualidade da relação familiar e social.

As duas ideias chave que deram o mote:

  • Os adolescentes não ouvem os pais/adultos;
  • Os adolescentes não conversam, não partilham.

Objetivos:

  • Identificar situações potenciadoras de stress;
  • Reconhecer e melhorar as competências de comunicação com os adolescentes;
  • Fomentar as relações parentais;

(Dr.ª Sandra Belo, Co-autora do Livro Family Coaching 36 desafios para pais


Descarregar a apresentação usada na sessão.


“Importância do sono e descanso na infância”

Visou proporcionar a partilha de experiências e debater estratégias de hábitos saudáveis de sono e descanso desde a infância para um bem-estar e bom desenvolvimento das crianças, dirigida pela oradora Sandra Paulos (psicóloga clínica e formadora).

Sinopse:

A par das novas exigências da sociedade, existem cada vez mais crianças com hábitos de sono e de descanso desadequados. As atividades escolares/académicas e de tempos livres traduzem-se em autênticas agendas profissionais onde os tempos de brincadeira e de descanso ficam, frequentemente em segundo plano.

O sono existe para que o cérebro possa descansar, sonhar e permitir às crianças terem energia para aprender, brincar e, claro, serem felizes. Se elas não dormem bem, se não descansam, o comportamento torna-se inquieto e aumentam as dificuldades de aprendizagem. Enquanto as crianças dormem, o cérebro desempenha funções importantes que enquanto acordadas, não estão ativas.


Objetivos:

-Sensibilizar e promover as competências aos encarregados de educação sobre o tema;

-Proporcionar melhores tomadas de decisão na gestão de horários, especialmente relacionadas com o sono;

-Promover estratégias aos encarregados de educação, que ajudem na tomada de decisão;


“Mimos a mais ou regras a menos?”

 

Esta ação de sensibilização visou proporcionar a partilha de experiências e debater estratégias acerca da importância das regras e rotinas no quotidiano das crianças.

Pretendeu-se com esta ação de sensibilização ajudar os pais e/ou profissionais a perceber porque é que as crianças fazem birras, porque testam constantemente os limites e a saber lidar com as mesmas, como agir e reagir.

Sinopse:

Poucas coisas como as birras conseguem pôr à prova a paciência e a serenidade de pais e de profissionais. Estas podem acontecer em qualquer fase, mas geralmente ocorrem na primeira infância. As crianças mais pequenas são, regra geral, muito expressivas, mas onde verdadeiramente isso se faz notar é quando decidem fazer um berreiro. Com o crescimento, as birras passam a ter outras formas de expressão, igualmente preocupantes e desafiadoras.

Objetivos:

  • Sensibilizar e promover as competências aos encarregados de educação sobre o tema;
  • Proporcionar melhores tomadas de decisão na gestão regras e tarefas;
  • Promover estratégias aos encarregados de educação, que ajudem na educação dos seus educandos.
  •  Encorajar a definição de regras claras e a imposição de limites efetivos.
  • Promover o uso de estratégias disciplinares não violentas;
  • Promover uma parentalidade positiva;


Transição de Ciclo

Valorizando as iniciativas dos Agrupamentos de Escola e da autarquia, no sentido de facilitar a integração dos alunos e respetivas famílias no contexto escolar, promove-se um conjunto de iniciativas focadas essencialmente nos alunos/famílias em mudança de ciclo (1.º ano, 5.º ano, 7.º ano e 10.º ano), atenuando e minimizando os impactos negativos de um novo contexto escolar no desempenho dos alunos.

Assim, este programa engloba as atividades:

  • Divulgação de informação sobre a entrada no 1.º ciclo. Consulte o guia para famílias/Transição de 1.º para o 2.º ciclo.
  • Visita ao 2.º Ciclo – Proporcionar, aos alunos em transição para o 2.º ciclo, vivências em contexto real das diferentes dinâmicas existentes no 2º ciclo (ex. assistir a uma aula; fazer o percurso de almoço, explorar os diversos espaços, etc.)
  • Receção e acolhimento aos alunos – Sessões de boas vindas, informações e esclarecimento de dúvidas, no primeiro dia de aulas para os alunos que entram no 2.º ciclo e no secundário.
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
2006 - 2019 © Câmara Municipal da Lourinhã - Todos os Direitos Reservados