Património edificado

O concelho da Lourinhã possui um vasto património construído, que é representativo de muitos séculos de história.
Nesta página pode encontrar algumas das igrejas e monumentos que fazem a nossa história e que correspondem a um primeiro levantamento, a completar, a breve trecho, com novos elementos patrimoniais.


Igrejas


 Igreja de Santa Maria do Castelo
 

A Igreja Matriz da Freguesia da Lourinhã, dedicada a Santa Maria, conhecida como Igreja de Santa Maria do Castelo é um monumento gótico da segunda metade do séc. XIV, com duas fases de construção, sendo a primeira atribuída a D. Jordan, 1º donatário da Lourinhã, e a segunda a D. Lourenço Vicente, Arcebispo de Braga, natural da Lourinhã e seu donatário. [Ler mais]


 Santa Casa da Misericórdia da Lourinhã



O edifício sede da Santa Casa da Misericórdia da Lourinhã, fundada por alvará de Filipe II, datado de 23 de Julho de 1586 é constituído por três construções distintas, de três diversas épocas e estilos que não lhe retiraram uma unidade bastante harmoniosa. [Ler mais]

 Convento de Santo António



Classificado como monumento nacional, o Convento de Santo António pertenceu à ordem Franciscana e foi fundado em 1598.
O convento, inicialmente, era constituído por uma pequena igreja e por uma pequena quantidade de casas de recolhimento. [Ler mais]


  Igreja de Nossa Senhora dos Anjos | Lourinhã



A igreja de Nossa Senhora dos Anjos, de estilo renascentista, é uma construção de fins do século XVI (talvez 1598) e possui Adro e Casa do Ermitão.

[Ler mais]

 Capela de Nossa Senhora do Amparo | Toxofal de Cima



A capela de Nossa Senhora do Amparo está localizada no largo da pequena e característica aldeia de Toxofal de Cima, numa zona de interesse histórico, arquitetónico e natural, e faria parte de um pequeno convento, entretanto desaparecido, situado no casario à esquerda.

[Ler mais]

 Capela de Nossa Senhora dos Anjos | Feteira
 


Apesar da povoação de Feteira não constar do censo de 1527, já deveria existir pois a sua capela, em honra de Nossa Senhora dos Anjos, erguida à entrada da aldeia e muito perto do Moledo, é sem dúvida uma construção quinhentista, semelhante às existentes na Pena Seca e no Reguengo Pequeno. [Ler mais]



Igreja de São Bartolomeu | São Bartolomeu dos Galegos 


Originalmente, e até à implantação da Republica, o lugar 
de S. Bartolomeu dos Galegos era chamado S. Lourenço dos Galegos, nome que derivaria da existência de uma colónia de galegos na localidade, que exerciam a arte da cantaria e cujas obras ainda hoje se podem encontrar. [Ler mais]


 Capela de Santo António | Pena Seca


(...) O nome da localidade onde se ergue a capela de Santo António não consta no censo de 1527, mas já deveria existir na época, pois a construção do templo é do século XVI e insere-se num conjunto de edifícios religiosos de traça comum na região. A igreja foi objeto de restauro na década de 40/50 do século XX, altura em que foi substituído o retábulo, e também no início do século XXI. [Ler mais]


 Igreja do Divino Espírito Santo | Moledo



(...) Segundo alguns historiadores, perto do local onde se ergue a da Igreja do Divino Espírito Santo, Igreja Matriz do Moledo, existiria um Paço, de cujas ruínas ainda existiram algumas pedras, onde terá vivido D. Inês e D. Pedro e terão nascido três dos seus filhos.


Capela de São Domingos | Reguengo Pequeno 

A capela de S. Domingos, santo venerado na localidade, foi erguida fora da povoação num local, ainda hoje, agrícola e ermo, a que deram o nome de casais de S. Domingos.
Erguido em de finais do século XVI, o templo possui características renascentistas de outros templos da região (...) 

[Ler mais]


Igreja de Nossa Senhora da Conceição



A data de constituição da paróquia de Nossa Senhora da Conceição deveria ter ocorrido na primeira metade do séc. XVII, mais concretamente em 1689, data que se encontra gravada no jazigo e sepultura, existente junto ao Altar-Mor da Igreja Matriz. [Ler mais]

 Santuário da Misericórdia


 
A data de constituição da paróquia de Nossa Senhora da Conceição deveria ter ocorrido na primeira metade do séc. XVII, mais concretamente em 1689, data que se encontra gravada no jazigo e sepultura, existente junto ao Altar-Mor da Igreja Matriz. [Ler mais]


 Igreja de São Lourenço dos Francos


Diz a tradição popular que, próximo da Igreja de S. Lourenço dos Francos, terá existido a cidade de “Monardo dos Francos”, cuja origem é atribuída aos cartagineses e onde foram encontrados vestígios de residências, talvez romanas, bem como de condutas de abastecimento de água. [Ler mais]



Outros Monumentos


 Forte de Paimogo
 

O Forte de Paimogo (ou Nossa Senhora dos Anjos de Paimogo), classificado como Imóvel de Interesse Público pelo Decreto nº 41191, de 18 de Julho de 1957, está situado sobre as arribas da Praia de Paimogo. [Ler mais]


 Monumento Comemorativo do 1.º Centenário da Batalha do Vimeiro



A 21 de Agosto de 1908, no local onde se travou a batalha entre o exército Napoleónico, comandado pelo General Junot, o qual sofreu uma pesada derrota, e o exército anglo-luso, comandado pelo General Wellesley, foi inaugurado no dia em que se comemorava o primeiro centenário do evento... [Ler mais]


  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
2006 - 2019 © Câmara Municipal da Lourinhã - Todos os Direitos Reservados